24 novembro 2009

ACERCA DOS «EMERGENTES» E DE «UM PONTAPÉ NO CÃO»....

Não existe só uma escola de emergentes. Mark Driscoll distingue quatro:
(1) os mais liberais (ou revisionistas) que seguem Brian McLaren e que pretendem reinterpretar a esperança cristã em termos de uma visão para esta sociedade e esta vida.
(2) Depois há os que são evangélicos, num sentido lato do termo, mas que querem explicar a mensagem em linguagem mais relevante, apropriada para uma época pós-moderna.
(3) Depois há os que não querem mudar nada a nível das doutrinas particulares ou denominacionais, mas que querem usar estilos de culto e formas externas mais apropriadas para a geração mais jovem (a «X» e tudo o que veio depois!).
(4) Finalmente há os reformados, ainda calvinistas na sua teologia, mas que querem formular a sua doutrina específica em linguagem e estilos de culto relevantes para a nossa geração. Mark Driscoll (que ainda não tive tempo para apreciar bem) é destes últimos.

Se alguma vez aceitasse classificar-me como «emergente» (com os meus 59 anos, estou em desvantagem!), creio que seria nesta última escola que me colocaria.

A primeira escola emergente está em crise teológica séria. Numa entrevista que se pode ouvir no You-Tube (“Museum of Idolatry”, www.youtube.com/watch?v=8soufsX2fbk), McLaren afirma que, de acordo com o ensino tradicional sobre o inferno, Deus exige dos crentes aquilo que Ele próprio não é capaz de fazer. Em última análise não é diferente dos reis deste mundo, porque eles fazem valer a sua posição pela violência e pela coerção. Na visão tradicional, Deus efectivamente faz o mesmo: faz prevalecer o Seu Reino pela força.

Mas dos crentes exige mais do que isso. Exige que perdoem incondicionalmente, amando os seus inimigos até ao fim.

Citando um outro teólogo, cujo nome não revela, McLaren diz que Deus não pede a um homem crente que, para perdoar a sua mulher, dê primeiro um pontapé no cão, descarregando assim a sua ira. Mas a visão tradicional parece estar a dizer que, Deus, para nos perdoar, tem que dar um pontapé em Outro, no nosso lugar!

Quando faz afirmações chocantes, McLaren tem o hábito de se esconder atrás de personagens fictícias - ou outros teólogos que não nomeia. Também costuma dizer que está a aprender e a evoluir – nada do que diz representa uma posição final sobre um assunto. Mas, se cita outros, torna-se evidente que é porque ele próprio neste momento quer tomar posição. E é neste termos desrespeitosos, para não dizer blasfemos, que fica posta em causa a doutrina (que não é só a tradicional, mas a bíblica – ver, entre muitos mais textos, 1 Pedro 2:24) da morte expiatória de Cristo, o nosso substituto!

2 comentários:

Júnior disse...

Pois... infelizmente aqui em nossa terra todos os que foram rotulados de "emergente" estão dentro do mesmo "barco". Nossos líderes e pastores ainda não compreenderam o cerne da "ideia emergente", que vez por outra aborda modelos/moldes, mas a essência de "ser emergente" ou viver o Reino aqui e agora, ainda não foi compreendido por muitos, mas antes estes "muitos" julgam sem conhecerem a "ideia". Sim de facto há um grupo de pessoas rotuladas como emergentes que tem posto em causa o que nas Escrituras é bem claro! É necessário uma analise "milimétrica" das "novas ideias" que tem surgido com os novos teólogos sejam emergentes ou não! Obrigado pr. Alan por ajudar-me a compreender melhor algumas cenas dentro do quadro geral desta nova (ou não) "reforma" que estamos a viver em tempos chamado pós-moderno. Para concluir deixo claro que não gostei muito do estilo do Mark Driscoll... não sei porque, mas parece-me que falta algo ali.
Valeu!

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,